Tenho Tanto Sentimento

Tenho tanto sentimento

Que é freqüente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.

----------------------------------------------------------------------

Fernando Pessoa. Cancioneiro. In: Obra poética.
Org., intr. e notas de Maria Aliete Galhoz. Rio de
Janeiro: Cia Aguilar Editora, 1965, p. 1172-173.

----------------------------------------------------------------------

Artista: Lélia Parreira
Título do quadro: Pessoa Plural
Técnica: Acrílica sobre MDF.
Dimensões: 135 cm x 85 cm
2011

© 2010 /2015 - Todos Direitos Reservados à Lélia Parreira -